IMG 20200318 115027 267 Easy-Resize.comA vida da população da comunidade de Lilumba, no distrito de Sanga, província do Niassa tem vindo a conhecer dias melhores, resuldado da intervenção do Centro de Aprendizagem e Capacitação da Sociedade Civil (CESC), através da “Capacitação sobre o manual de Operacionalização de Fundos Comunitários”.

 

Antes da realização da capacitação, a comunidade local utilizava os recursos provenientes das taxas de exploração florestal e faunística para a construção de infraestruturas como centros de saúde e salas de aulas, não dando primazia a projectos de geração de renda ou de desenvolvimento.

 

Contudo, desde a realização da Capacitação sobre a Operacionalização de Fundos Comunitários, que se realizou em Setembro de 2018, abrangendo os postos administrativos de Matchedje e Macaloge, em Sanga, a comunidade definiu uma agenda do seu desenvolvimento que incluía fundos para áreas de investimento tais como geração de renda.

 

“Durante este período eu e outros membros das comunidades, aprendemos muito com a capacitação sobre Operacionalização de Fundos Comunitários, por isso que, quando recebemos os valores provenientes da exploração da Fauna bravia 4local, planificamos acções com base na nossa agenda de desenvolvimento comunitário”, testemunha Alifa Issufo, que recentemente beneficiou-se de financiamento do fundo comunitário.

 

Com o valor dado, Issufo investiu na compra de duas moageiras, cujo impacto da sua utilidade já se denota na sua comunidade, por permitir a criação de condições para que os produtores de cereais locais, com destaque para as mulheres, puderem processar a sua produção.

 

“A ideia de compra de moageiras surge para minimizar as distâncias que as mulheres percorriam para outras comunidades para processar o milho, e também permitiu a criação de emprego para 6 membros da comunidade, sendo 3 para cada máquina, e espero que os valores obtidos na indústria moageira possamos usar para a manutenção e geração de outros tipos de projectos ou negócios”, acrescentou Issufo.

 

O projecto “Fundos comunitários” iniciou em Setembro de 2018, e visa apoiar as comunidades para a melhor organização e gestão dos recursos provenientes das taxas de exploração dos recursos naturais nas suas comunidades, através da criação de fundos comunitários.  O mesmo se enquadra no programa “Uso Responsável da Terra e Recursos Naturais”, em parceria com o Centro de Formação Jurídica e Judiciária, e é financiado pela Cooperação Suíça.

Newsletter

Parceiros financiadores:

usaiddiakoniaagirsueciapaisesbaixosdanidaswiss

governopaaneueukaidirishaidcounterpart